Visite: entre em contato com um guia ou agente local.

Artesanato da Tenondé

Créditos: José Cordeiro/ SPTuris

Terra Indígena Tendondé-Porã

Abrangendo grande parte da porção sul do Polo de Ecoturismo, Tenondé Porã é a maior terra indígena da região sudeste, com 15.969 hectares de extensão. Nela vivem cerca de 2 mil indígenas do povo Guarani Mbya, habitando atualmente sete aldeias, sendo cinco delas no município de São Paulo: Tekoa KalipetyKrukutu, Tape MirĩTenonde Porã e Yrexakã.

A visitação na Terra Indígena é permitida mediante agendamento. São oferecidas diversas atividades que possibilitam conhecer e vivenciar a cultura indígena: trilhas de até 1km, onde explicam o modo de vida Guarani, sua relação com a mata e curiosidades da flora e da fauna; palestra sobre a cultura Guarani: sua história, aspectos da vida comunitária e a espiritualidade Guarani; apresentação do coral de crianças da aldeia, acompanhada de mbaraka (violão guarani) e rave’i (rabeca guarani); degustação da comida tradicional à base de variedades de milho, batata doce e outros produtos cultivados por eles; jogos e brincadeiras Guarani: competições com guyrapa (arco e flecha) e danças do xondaro (guerreiro guarani) e tangara, danças em que são testadas sobretudo a resistência e as habilidades de esquiva dos participantes; exposição e venda de artesanato Guarani: Ajaka (cestaria produzidas com tiras de taquara), colares e brincos de sementes e miçangas, pequenas esculturas de animais que habitam a terra indígena esculpidos em madeira. Oferecem também uma vivência na Aldeia, com quatro dias de imersão no cotidiano dos Guarani.  

Para realizar a visitação turística nas aldeias ou em atrativos naturais, é necessário que todos os turistas e operadores autorizados respeitem as regras estabelecidas pelas comunidades guarani e organizadas no Plano de Visitação da Terra Indígena Tenondé Porã. Visitar a Terra Indígena é uma oportunidade única para conhecer e valorizar sua cultura, língua, artesanatos, agricultura e rituais, mas deve ser feito com muito respeito, afinal, tal território é o lar dos Guarani. Mais informações sobre o Plano de Visitação e agendamentos, acesse o site oficial da Terra Indígena. 

Vice-diretora da escola estadual da Aldeia, Jera Guarani. Foto: José Cordeiro/ SPTuris.

Terra Indígena Tendondé-Porã
A Terra Indígena só recebe grupos mediante agendamento. Esteja sempre acompanhado de um monitor ou guia local.
www.tenondepora.org.br